Mitos e verdades sobre os colchões

Comprar um colchão é sempre um bom investimento para a saúde e também para o nosso próprio conforto. Afinal, passamos um terço da nossa vida dormindo (ou ao menos deveríamos) e as condições desse momento devem ser as melhores possíveis para que possamos levar o resto do dia com leveza. No entanto, o mercado dos colchões é cercado por mitos e verdades, e é preciso pesquisar muito bem alguns deles antes de realizar as compras, já que muitas verdades são, na verdade, propaganda enganosa, assim como os mitos podem não passar de contos de carochinha.

A primeira “verdade verdadeira”: o colchão pode ter até uma década de vida útil (dependendo do modelo) se for bem cuidado. O limite pode ser atingido se várias condições de higiene, limpeza e outros fatores tiverem sido respeitados durante esse tempo. Depois disso, o melhor a se fazer é trocar de colchão, uma vez que, “fora da validade”, esse produto pode se tornar prejudicial à saúde da coluna e à qualidade do sono.

Um mito comum é o de que o ser humano pode recuperar o sono perdido na noite anterior ou dormir apenas poucas horas para descansar o corpo. É um engano. O corpo sempre precisa de, pelo menos, oito horas de sono diário, e o colchão tem parte importantíssima nesse processo. É verdade que os colchões ortopédicos e terapêuticos ajudam a melhorar a qualidade do sono em níveis maiores do que os colchões ditos “normais”.

Daí surge outro mito: o colchão magnético com molas de aço faz milagres. Outro engano. A verdade é que o colchão magnético melhora a circulação sanguínea, mas quem tem problemas crônicos de saúde não pode confiar na propaganda e comprá-lo esperando que todos os problemas sumam literalmente da noite para o dia. Nesses casos é melhor pedir a um especialista, como ortopedista, para indicar um produto adequado, com molas ou não, para que o problema seja resolvido de forma gradativa.

O que é uma verdade é que girar o colchão de tempos em tempos garante menos “buracos”. Uma das dicas colchão é virá-lo a cada quinze dias para que um lado da cama não fique menor que o outro. Também é verdade que a limpeza constante e o contato com a luz podem dar uma vida útil mais significativa ao produto, dentro de sua década de “validade”. Limpar colchão é uma coisa fácil de fazer e que pode dar muito resultado, basta ter boa vontade e consciência. Dessa forma não só seu produto vai durar mais tempo como você também terá uma hora de dormir muito mais saudável e cheia de conforto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *